Brook Preloader

[PATROCINADORA MOSTRA BID BRASIL] Parceria IMBEL Sig Sauer para nacionalização da Pistola P320 tem anuência do Exército Brasileiro

[PATROCINADORA MOSTRA BID BRASIL] Parceria IMBEL Sig Sauer para nacionalização da Pistola P320 tem anuência do Exército Brasileiro

A IMBEL recebeu do Exército Brasileiro a aprovação do Plano de Nacionalização para a produção de pistolas SIG SAUER com plataforma P 320, no calibre 9 mm, nas versões básicas (tamanhos full e carry), M17 (tamanho full) e M18 (tamanho carry) e suas respectivas variantes. O despacho decisório foi publicado no Diário Oficial da União de hoje, 17 de dezembro.

De acordo com o despacho, o Estado-Maior do Exército, por meio do Conselho para Nacionalização de Produtos Controlados pelo Exército (CNPCE), deverá constituir um grupo de trabalho para acompanhar as fases de implantação da planta, bem como estabelecer parâmetros, requisitos e periodicidade para as inspeções que se fizerem necessárias na planta instalada, a fim de comprovar o cumprimento dos compromissos de nacionalização para a produção de pistolas.

As tratativas com a Sig Sauer/USA tiveram início na LAAD SECURITY 2018, considerada a maior feira especializada do mercado brasileiro. A parceria entre as empresas visa conquistar um mercado que tem se mostrado bastante competitivo no Brasil.

De acordo com o Diretor-Presidente da IMBEL, General Aderico Mattioli, a busca por parcerias tecnológicas, comerciais e industriais, sem vínculos acionários, é uma constante, já que o Estatuto Social da empresa e seus objetivos estratégicos prevêem isso. “Ao fornecer soluções de defesa e segurança com elevado conteúdo tecnológico, estamos cumprindo a missão institucional da empresa. Devemos manter-nos aptos a atender à mobilização industrial e fomentar a indústria nacional de defesa”

Segundo o General Aderico Mattioli, a IMBEL realiza várias tratativas com diversos players internacionais. “Para nós será uma honra poder apresentar uma nova solução para os mercados de Defesa, Segurança, Privado e Externo”, declarou.
Para que a parceira se concretize é necessária ainda a anuência do governo americano.

O despacho foi encaminhado à Secretaria de Produtos de Defesa (SEPROD), do Ministério da Defesa.