Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies

SC ExpoDefense: Setor de Defesa e Segurança Impulsiona Economia Brasileira

image noticia

23/05/2024 10:42

Evento realizado em Florianópolis destacou inovações tecnológicas e parcerias estratégicas para o fortalecimento da Indústria Nacional de Defesa

A Associação Brasileira das Indústrias de Materiais de Defesa e Segurança (ABIMDE) marcou presença na terceira edição da SC Expo Defense nos dias 16 e 17 de maio. O evento foi realizado na sede da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC), em Florianópolis. 

A programação desta terceira edição se caracterizou pela sua dinâmica e pela potencialização das vertentes da tripla hélice de inovação, oferecendo oportunidades para os representantes da Academia, Indústria e Governo. O evento contou com exposições, rodadas de negócios, palestras e palco interativo. 

A ABIMDE, uma das apoiadoras institucionais do evento, contou com um estande de apoio às Associadas, bastante frequentado, e participou ativamente das atividades da feira com destaque para o painel Perspectivas para a Base Industrial de Defesa e para o Diálogo da Indústria de Defesa Brasil-Itália 

Abertura

Na abertura da SC Expo Defense, o presidente da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) e presidente do Conselho Temático da Indústria de Defesa e de Segurança da Confederação Nacional da Indústria (Condefesa/CNI), Mario Cezar de Aguiar, destacou a relevância do setor para a indústria brasileira e para a nova política industrial do governo federal.

Aguiar sublinhou que os investimentos e as exportações do setor não apenas geram empregos altamente qualificados, mas também impulsionam outros segmentos industriais e fomentam a inovação tecnológica.

Na inauguração da exposição, o corte simbólico da faixa foi acompanhado pelo secretário de Produtos de Defesa do Ministério da Defesa, Major-Brigadeiro do Ar Rui Chagas Mesquita; pelo presidente da FIESC e do CONDEFESA/CNI, Mario Cezar de Aguiar; pelo presidente do Comitê da Indústria de Defesa de Santa Catarina (CONDEFESA), Cesar Olsen; pela diretora da Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), Perpétua Almeida, entre outras autoridades.
 

Grupo de pessoas em pé

Descrição gerada automaticamente com confiança média

Após inauguração, representantes do setor de Defesa participaram de uma visita guiada aos estandes dos expositores, na qual puderam conhecer as inovações apresentadas, interagir com representantes das empresas e entidades governamentais e receber explicações detalhadas sobre os produtos e serviços expostos. 

O estande da ABIMDE recebeu a visita de comitiva liderada por Mario Cezar de Aguiar e por Rui Chagas Mesquita, oportunidade em que foram enfatizadas as capacidades da Base Industria de Defesa e Segurança e sobretudo das potencialidades regionais lideradas por Santa Catarina. A comitiva foi recepcionada pelo presidente-executivo da ABIMDE, general Aderico Mattioli, e o coordenador da Mostra BID Brasil, Hélio Alencar. 

Grupo de pessoas em pé ao lado de homem de terno e gravata

Descrição gerada automaticamente

Painel: Perspectivas para a Base Industrial de Defesa

Ao final do primeiro dia de evento, o presidente-executivo da Associação general Aderico Mattioli foi um dos debatedores no painel "Desafios e Perspectivas para a Base Industrial de Defesa”. O debate teve ainda a participação de João Eduardo Dmitruk, presidente da Câmara Setorial de Defesa da ABIMAQ; general Luis Antonio Duizit de Brito, Diretor de relações institucionais do SIMDE; Fabio Wagner Pinto, presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação de Santa Catarina – Fapesc; e José Eduardo Azevedo Fiates, diretor de Inovação e Competitividade da FIESC.

Pessoas sentadas em cadeiras

Descrição gerada automaticamente

“Os ecossistemas de inovação fortes em todo mundo surgiram a partir de demandas do setor de defesa. Israel, EUA, Taiwan são exemplos históricos. Mais da metade do orçamento do MIT vem de projetos de defesa”, destacou Fiates.

Na sequência, o general Mattioli reforçou a posição do Brasil entre as dez principais capacidades produtivas e tecnológicas de defesa e segurança do mundo. Ele apontou a falta de previsibilidade orçamentária e a desarticulação de projetos e políticas públicas como os principais desafios que precisam ser vencidos pelo setor. 

"Sem previsibilidade orçamentária e sem um alinhamento estratégico consistente entre os diversos atores envolvidos, desde o governo até as empresas do setor, a indústria nacional de defesa continuará enfrentando obstáculos significativos em seu caminho.”, apontou.

Além disso, o presidente da Fapesc, Fábio Wagner Pinto, falou sobre a importância de aproximar a área de defesa da academia para atrair e reter talentos na indústria nacional de defesa, evitando migração de profissionais para o exterior.

Diálogo da Indústria de Defesa (DID) Brasil-Itália

Com o objetivo de fomentar novas parcerias comerciais entre empresas brasileiras e italianas no segmento de Defesa e Segurança, a SC Expo Defense sediou o Diálogo da Indústria de Defesa Brasil-Itália, no dia 17 de maio. 

Salão com pessoas sentadas ao redor de uma mesa

Descrição gerada automaticamente

A iniciativa conjunta dos Ministérios da Defesa do Brasil e da Itália teve como foco identificar oportunidades de intercâmbio tecnológico e estabelecer novos negócios entre empresas dos dois países. 

Durante o encontro, os participantes puderam debater áreas de interesse mútuo para cooperação em pesquisa, desenvolvimento e produção de produtos e serviços de defesa, promovendo assim o intercâmbio de tecnologias entre as empresas da Base Industrial de Defesa (BID) brasileira e italiana.

"O Diálogo de Defesa Brasil-Itália representa um passo importante para estreitar os laços de colaboração entre nossas nações no setor de defesa, seja na identificação de oportunidades de intercâmbio tecnológico ou no estabelecimento de parcerias estratégicas”, disse o general Mattioli. 

O presidente-executivo da ABIMDE afirmou que a realização do DID na SC Expo Defense foi uma oportunidade ímpar para impulsionar a inovação e fortalecer a capacidade de defesa dos dois países.

Homem sentado em frente a mesa com computador

Descrição gerada automaticamente com confiança baixa

A SC Expo Defense proporcionou um ambiente para o intercâmbio de ideias e tecnologias no setor de defesa e segurança e destacou o papel desempenhado por iniciativas colaborativas entre empresas e instituições governamentais. 

Pilares essenciais

Outro ponto de destaque foi o foco do evento no modelo da tríplice hélice, que envolve a colaboração entre academia, governo e indústria, resultando em significativas inovações no setor de Defesa e Segurança. Este modelo de interação promove um ambiente propício para o desenvolvimento de novas tecnologias e soluções, ao reunir pesquisadores, autoridades governamentais e líderes industriais. 

A sinergia entre esses três pilares essenciais não apenas incentiva a troca de conhecimentos e experiências, mas também impulsiona a criação de projetos que fortalecem a indústria de defesa.

Homem de terno e gravata falando no microfone

Descrição gerada automaticamente com confiança média

O evento destacou a crescente importância de Santa Catarina no setor de defesa, evidenciando o estado como um polo emergente e estratégico nessa área. A participação ativa de líderes, pesquisadores e empresas reforçou o compromisso coletivo com a inovação e a cooperação, consolidando ainda mais a posição de Santa Catarina na Base Industrial de Defesa e Segurança.

Multidão de pessoas

Descrição gerada automaticamente com confiança média

Notícias Recentes

noticia imagem

27 de Maio de 2024 às 22:40

A Associação Brasileira das Indústrias de …
noticia imagem

23 de Maio de 2024 às 10:39

Encontro reúne associações setoriais da in…
noticia imagem

23 de Maio de 2024 às 10:37

A Associação Brasileira das Indústrias de …
Fale conosco