Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.

São José dos Campos (SP) – O Centro Tecnológico do Exército (CTEx), por intermédio da Seção de Armamento e Munição (SAM), realizou, entre os dias 01 e 11 de agosto, testes de compatibilidade eletromagnética no Reparo de Metralhadora Automatizado X versão 4 (REMAX 4). Tal evento ocorreu nas instalações do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), em São José dos Campos e contou com a participação das equipes de projeto do CTEx e da empresa ARES Aeroespacial e Defesa S.A.

O evento em questão abrangeu testes de EMI (Electromagnetic Interference) e EMC (Electromagnetic Compatibility), segundo a MIL-STD 461. Os testes de EMI avaliam a interferência causada por uma perturbação eletromagnética que afeta o desempenho de um dispositivo, já os testes de EMC avaliam a capacidade de um dispositivo de operar conforme pretendido em seu ambiente operacional compartilhado e, em simultâneo, não afetar a capacidade de outros equipamentos no mesmo ambiente operarem conforme pretendido.

O resultado dos testes foram satisfatórios, de forma que o REMAX 4 atendeu a todos os requisitos de compatibilidade eletromagnética estabelecidos. Os testes em questão fazem parte do Instrumento de Parceria celebrado entre a ARES e o CTEx, visando a P&D de uma nova versão do REMAX que contorne a obsolescência dos componentes eletrônicos e, ao mesmo tempo se adéque às sugestões da tropa apresentadas ao longo dos anos de uso.

Foto: CTEx

Fonte: Centro Tecnológico do Exército