Brook Preloader

[EXPOSITORA MOSTRA BID BRASIL] Hobeco e Ciscea instalam 1ª Estação do Brasil que lança balões meteorológicos de forma automática

[EXPOSITORA MOSTRA BID BRASIL] Hobeco e Ciscea instalam 1ª Estação do Brasil que lança balões meteorológicos de forma automática

A Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA) finalizou a implantação da primeira Estação Meteorológica de Altitude Automática (EMA-A) no Destacamento de Controle do Espaço Aéreo de Uruguaiana (DTCEA-UG), localizada no Rio Grande do Sul (RS), junto a representantes da empresa HOBECO e do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA).

Foi realizada a substituição da Estação Meteorológica de Altitude convencional (EMA) por um modelo de estação automática (EMA-A), a primeira no Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) e da América Latina, que permite a otimização do efetivo de meteorologistas e uma maior disponibilidade de informações para a previsão e vigilância meteorológicas.

As Estações Meteorológicas de Altitude Automatizadas (EMA-A) destinam-se a coletar e processar os dados meteorológicos, especialmente de temperatura, de umidade e de pressão, desde a superfície até níveis superiores da atmosfera, utilizando-se de sinais enviados por radiossonda lançada e acoplada a um balão meteorológico.

Os valores de direção e de velocidade do vento, nos diversos níveis da atmosfera, são calculados a partir do posicionamento do balão meteorológico em função do tempo e das coordenadas vertical e horizontal. Esse processo chama-se radiossondagem, que é a principal fonte de dados do ar superior para a previsão de ventos e de temperaturas em altitude, turbulência, formação de gelo em aeronaves, cálculo da probabilidade de trovoadas, formação de nuvens, trilhas de condensação, avaliações do movimento e da dispersão de nuvens de cinzas vulcânicas e de nuvens radioativas, bem como para emprego na área de pesquisa e de modelagem numérica do tempo, constituindo-se a principal fonte de insumos para as previsões meteorológicas.

Os balões são automaticamente lançados duas vezes por dia e podem atingir a altura de 10.000 a 15.000 metros e se deslocar até 300 km do local de lançamento, dependendo da velocidade de vento e direção, ainda com capacidade de ser monitorada pelo Sistema de Processamento em solo.

A EMA-A tem a capacidade de realizar 40 sondagens automáticas sem a necessidade de reposição de suprimentos por um técnico.