Brook Preloader

[EXPOSITORA BID BRASIL] IS já tem presença confirmada

[EXPOSITORA BID BRASIL] IS já tem presença confirmada

[EXPOSITORA BID BRASIL] IS já tem presença confirmada

A IS (Indústria da Solução) já é presença garantida na 6ª Mostra Bid Brasil.  A empresa brasileira tem uma tecnologia diferenciada que congrega uma nova maneira de impedir roubos usando eletricidade (não letal), e será um dos destaques em inovação do evento.

A empresa surgiu em 2016. O Diretor da IS, Tarcísio Caddah, explica que de lá para cá vem investindo ainda mais no aprimoramento da tecnologia sempre buscando parceiros para o desenvolvimento de novos segmentos de mercado.

O primeiro produto (uma manta energizada) já está rodando pelo Brasil, por meio do primeiro “casamento” da IS com a empresa T4S Tecnologia. Parceira que conhecemos após o nosso projeto da Blindagem elétrica se tornar vencedor no concurso “Acelera Startup FIESP” em novembro de 2015.

A tecnologia da blindagem elétrica consiste em utilizar descargas elétricas, sempre de maneira não letal, para elevar o a dificuldade da prática criminosa. No caso do segmento logístico as faces do habitáculo a ser protegido recebem a aplicação da manta que, ao identificar o início de uma tentativa de destruição, além de comunicar a prática a uma pronta resposta, avisa ao  “assaltante” que insistir na prática criminosa o risco de sofrer choque. Um ponto relevante é que a blindagem elétrica, por meio de sua inteligência embarcada e presença de proteção física e isolante, só expõe os bandidos aos choques em caso efetivo de destruição das superfícies protegidas, sendo zero o risco de choques para trabalhadores e transeuntes.

Outro ponto importante é o peso. Segundo Caddah, a manta chega ser até 40% mais leves do que os produtos utilizados para o mesmo fim. A IS pretende atender tanto ao setor de Defesa, quanto civil, focando na segurança de cargas, residência, contêiner ou qualquer superfície, que exija proteção. O projeto da blindagem elétrica foi vencedor do maior prêmio de inovação da América Latina, – o Acelera Start Up, da Fiesp, em novembro de 2015, dentre outros.